Dakar 2020 – uma história das Arábias

segunda-feira, 06 de janeiro de 2020 Turbo Filipe Bragança Turbo

Tudo a postos para o arranque da 42º edição do mítico Rally Dakar, que pela primeira vez na sua história decorre na Arábia Saudita.

É já amanhã que tem inicio o rally mais aguardado do ano, o lendário Dakar. Nesta edição, os pilotos aventureiros partem à descoberta da Arábia Saudita e dos seus desertos impiedosos.

UM DOS MAIORES DESERTOS DA TERRA

O tiro de partida será dado na cidade de Jeddah, onde os participantes seguem para a Al Wajh, a primeira etapa da prova. A partir daí os pilotos deixam-se abraçar pelo quinto maior deserto do mundo, o Deserto da Arábia. A aventura só termina dia 17 de Janeiro, em Quiddya, no coração da península. Isto se as areias forem benevolentes.

CONTINGENTE PORTUGUÊS NA PROVA

Nas motas, a comitiva portuguesa do Dakar conta com os pilotos Paulo Gonçalves, Joaquim Rodrigues, Mário Patrão e António Maio. Nos carros seguem os pilotos Ricardo e Manuel Porém, aos comandos do seu Bogward BX7 Evo.

O co-piloto Filipe Palmeiro juntou-se ao lituano Benediktas Vanagas, ao passo que Paulo Fiúza faz dupla com o ‘Sr.Dakar’, Stephane Peterhansel – o mais bem sucedido de sempre nesta prova, com 13 vitórias no seu palmarés. Pedro Prata é o co-piloto de Conrad Rautenbach do Zimbabwe. Nota ainda para os co-pilotos Bruno Sousa, Jose Martins e Armando Loureiro que atacam a prova nos camiões.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais