Produção do Bugatti Chiron encerra no final do ano

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020 Turbo Filipe Bragança Turbo

A marca francesa avança que já só restam menos de 100 viaturas, dos 500 Bugatti Chiron previstos. Ainda vai a tempo de pertencer a este circulo restrito.

Chiron pode ser um nome desconhecido para muitos. Mas para os mais puristas do automobilismo, este é um ícone incontornável, da história do desporto motorizado e da Bugatti.

Louis Alexandre Chiron, nascido a 3 de Agosto de 1899, foi um um piloto monegásco, que ganhou destaque ao arrecadar inúmeras vitórias. nos Grandes Prémios da Europa e nas 24H de Le Mans, ao serviço de equipas como a Maserati, Lancia, Eurie Rosier e claro, Bugatti.

As suas prestações ao serviço da Bugatti foram tão expressivas para o desenvolvimento deste emblema, que mais tarde, a marca francesa viria a baptizar uma máquina em seu nome – o Bugatti Chiron. Louis foi ainda o piloto mais velho a competir num campeonato de F1 aos 58 anos de idade.

Bugatti Chiron foi a base do Divo e do Centodieci

Em produção desde 2016, o Bugatti Chiron foi a base para outros dois modelos da marca francesa, o Divo e o Centodieci. Dos 500 Chiron’s previstos, já só sobram menos de 100.

Este facto levou a que o CEO, Stephan Winkelmann, viesse confirmar o encerramento da produção deste modelo, no ano em que comemora meia década de existência.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais