Lotus. Futuro Esprit anuncia-se para 2021… com novo V6 híbrido

sexta-feira, 03 de abril de 2020 Turbo Redação Turbo

Hoje em dia parte do grupo automóvel chinês Geely, a Lotus prepara-se para utilizar a força dos yuan para lançar o seu primeiro novo modelo de produção, em 12 anos. Desportivo que deverá adoptar o nome de Esprit e ao qual caberá estrear o primeiro V6 híbrido na história do fabricante.

Segundo a Lotus, a revelação deste novo modelo, irá acontecer na primeira metade do próximo ano, sendo que, o seu surgimento no mercado, deverá ter lugar nos meses seguintes.

Esprit, nome ainda por confirmar pela Lotus, não irá ser, no entanto, o único modelo a beneficiar desta nova arquitetura híbrida. Pelo contrário, todos os futuros modelos irão eventualmente basear-se nesta configuração.

Este novo modelo, irá conviver momentaneamente, com as atuais ofertas da marca de Norfolk, pelo menos, enquanto a restante gama não é substituída por modelos que adotem a nova configuração.

O Esprit está  ser projetado para se situar num patamar acima do atual topo de gama da Lotus, o Evora. Sendo que o objectivo é posicionar este novo desportivo como um desportivo concorrente dos modelos da Ferrari. Naturalmente, com um preço também semelhante e garantidamente acima dos 100 mil euros.

V6 híbrido como propulsor

O motor de combustão utilizado nesta nova configuração será o mesmo V6 que já é utilizado nos modelos Exige e Evora, a que Lotus acrescerá, no novo Lotus Esprit, uma componente elétrica, desenvolvida com recurso não só ao Evija, como também ao conhecimento já reunido pela Volvo/Polestar. Marcas que têm o mesmo proprietário da Lotus, a chinesa Geely, e que já produzem modelos de alta performance, eletrificados e elétricos, como o Polestar 1 ou o Polestrar2.

De resto, o CEO da Lotus, Phil Propham, expressou já o desejo de eletrificar todas as futuras ofertas da marca, através de soluções híbridas e/ou puramente elétricas.

Quinhentos cavalos de potência… ou mais?

Propham só não revelou, no entanto, quaisquer dados sobre o novo Esprit. Ainda que e tendo em conta que o mais musculado Évora apresenta 410 cv de potência, tudo aponte para que o o futuro Lotus Esprit V6 híbrido possa apresentar números acima dos 500 cv.

De resto, é também desconhecido se o V6 continuará a apresentar sobrealimentação através de compressor, de turbo, ou se, pelo contrário, será atmosférico.

Leveza é a chave

Como já é tradição da marca inglesa, é esperado que este novo desportivo privilegie a leveza na sua construção, apesar dos sistemas híbridos tenderem a “engordar” os modelos que fazem o uso desta tecnologia.

Em termos de configuração, o suposto Esprit deverá adotar uma configuração coupé, contando com apenas dois lugares.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais