Condução com vento. Conheça os perigos e como prevenir acidentes

sexta-feira, 19 de março de 2021 Turbo Carlos Moura Turbo

Nos dias de vento mais forte é necessário tomar alguns cuidados especiais durante a condução para evitar surpresas desagradáveis. Conheça os perigos e como os evitar porque “prevenir é o melhor remédio”, com diz a sabedoria popular.

A condução sob chuva forte ou queda de neve pode ser uma atividade bastante perigosa, obrigando a precauções extremas para evitar surpresas desagradáveis e potencialmente nefastas para a carteira.

Todavia, existem outros fenómenos atmosféricos que também acarretam riscos potenciais para a condução. Uma deles consiste no vento e nas fortes rajadas que podem fazer o veículo desviar-se da sua trajetória e em situações extremas da própria faixa de rodagem.

As rajadas de vento estão na origem de acidentes rodoviários, sendo necessário tomar alguns cuidados. Em dias de temporal, com ventos muito fortes, a melhor opção será mesmo deixar o veículo estacionado à porta de casa.

Nos restantes casos, o condutor deverá ter consciência das limitações do veículo, pois não é a mesma conduzir conduzir uma mota ou um automóvel a mais de 100 km/h numa reta sem qualquer proteção e com ventos laterais.

Além disso, veículos de maiores dimensões como furgões ou SUV grandes também são sensíveis a fortes ventos cruzados. Algumas marcas chegaram mesmo a introduzir um sistema de assistência a ventos cruzados para ajudar a manter o veículo na sua faixa de rodagem, recorrendo ao programa eletrónico de estabilidade (ESP).

Para evitar surpresas, o condutor deve observas a vegetação ou as mangas de vento, que podem ser encontradas na beira de algumas estradas, para conhecer a direção do vento para evitar ser “apanhado” por ventos cruzados. 

Túneis e viadutos

O condutor também deve segurar o volante com maior firmeza e adequar a velocidade. Especial precaução deve ser tomada em zonas perigosas como viadutos e túneis, assim como na ultrapassagem a veículos de grandes dimensões, como conjuntos articulados constituídos por tratores e semirreboques. 

Se o veículo atravessar um viaduto localizado a uma elevada altura e sem proteção lateral, o vento cruzado poderá fazê-lo sair da faixa de rodagem ou mesmo cair.

Na saída de um túnel ou ao passar um camião, o veículo poderá sofrer uma rajada de vento inesperada que faça perder o controlo da viatura.

Por outro lado, também se deve evitar levar objetos no tejadilho ou utilizar reboques, além  de ter cuidado em relação ao ambiente envolvente para evitar que algum objeto movido pela força do vento bata no veículo.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais