Desinfecte bem o carro, evite propagar o COVID-19. Siga estas 8 dicas

sexta-feira, 30 de abril de 2021 Turbo António Amorim Turbo

Numa época em que todos nós, enquanto sociedade, lutamos para conter a propagação da pandemia do coronavírus, decidimos dar-lhe uma ajuda e mostrar-lhe como desinfectar o seu carro, mantendo-o limpo para, assim, evitar propagar o COVID-19.

Embora estejamos todos confinados, a verdade é que há sempre quem necessite de utilizar o seu veículo para desenvolver atividades indispensáveis. Nessa circunstância, há um conjunto de cuidados a ter, de forma a desinfectar, e manter sempre bem desinfectado e livre de contaminação, o seu carro.

Siga os seguintes passos, e terá o seu carro sempre bem desinfectado:

1. LIMPE ANTES DE DESINFECTAR
É importante dar uma boa limpeza geral ao habitáculo do seu carro antes de lhe aplicar produtos desinfetantes. Deve fazê-lo com água morna e detergente suave, como sabão, ou ainda com produtos de limpeza de habitáculos disponíveis no mercado. Mas verifique sempre se a composição química desses produtos não é demasiado agressiva para os revestimentos.

Se limpar primeiro o carro estará a retirar sujidade maior, matéria orgânica e germes das superfícies do habitáculo, o que vai depois permitir que o desinfetante seja mais eficaz, eliminando os germes mais resistentes.

2. DÊ PRIORIDADE ÀS ÁREAS DE MAIOR CONTACTO
O vírus COVID-19 transmite-se através das superfícies de contacto mais frequente. São essas que deve desinfetar de forma mais insistente. Puxadores e pegas das portas, espelho retrovisor, alavanca de mudanças, botões do rácio e da climatização, alavanca do travão de mão e, obviamente, o volante, são os mais frequentemente contaminados. Não esqueça também os cintos de segurança, especialmente o trinco destes, e ainda os bancos e apoios de braços. O álcool isopropílico é um bom desinfetante e também seguro para a maior parte das superfícies, especialmente a pele, como explicamos já a seguir.

3. USE ÁGUA E SABÃO NOS REVESTIMENTOS EM PELE
O álcool isopropílico não é aconselhável nas superfícies em couro. Use portanto a simples água com sabão nestas superfícies. Não esfregue demasiado, não exagere na quantidade de água e detergente e evite tecidos agressivos que possam riscar a pele.

4. USE MATERIAIS DE LIMPEZA DE DESINFECÇÃO ESPECÍFICOS
Utilize produtos de limpeza específicos para cada tipo de superfície. Existem produtos para tecido, metal, plástico, pele e madeira. Leia e siga as indicações de aplicação de cada um desses produtos, assim como os conselhos relacionados com a segurança de utilização.

Desinfecte, mas proteja o material

5. EVITE LIXÍVIA E PRODUTOS À BASE DE PERÓXIDOS
São bons a eliminar os vírus, mas também deterioram os plásticos e superfícies envernizadas. O mais certo é descolorirem os revestimentos do seu habitáculo.

6. NÃO EXAGERE NA QUANTIDADE DE ÁGUA
O habitáculo não foi feito para ser lavado. Evite o excesso de água, especialmente nas zonas onde há botões e material eletrónico. Use apenas o pano húmido, de forma a recolher a sujidade sem escorrer água ou qualquer outro líquido de limpeza.

7. NÃO EXAGERE NA QUANTIDADE DE PRODUTOS QUE COMPRA
Lembre-se dos outros. A regra é válida para qualquer tipo de bem, sejam produtos alimentares ou quaisquer outros. Uma embalagem serve para imensas aplicações. Principalmente se limpar antes de desinfetar.

8. DEPOIS DO CARRO DESINFECTADO, NÃO SE ESQUEÇA DE LAVAR AS MÃOS
Faça-o com o método divulgado, sem esquecer pontas dos dedos, polegares e espaços entre os dedos, e durante, pelo menos, 20 segundos.

Quantos mais ocupantes, pior

Por muito rigorosos que sejamos na quarentena, há sempre situações em que vamos necessitar de sair de carro, seja para ir às compras, ir ao médico ou, no caso de muitos, para ir trabalhar.

Em alguns casos haverá a necessidade de transportar outros membros da família ou qualquer outra pessoa.

Saiba que, nesse caso, o risco de contágio através das superfícies do habitáculo é multiplicado.  Por isso é tão importante desinfectar, e manter bem desinfectado, o carro.

Finalmente, uma dica de ouro para levar sempre, mas sempre em conta: não se esqueça do objeto que mais o acompanha, inclusive dentro do carro, e que mais pode espalhar o vírus – o seu telemóvel.

Aproveite, e dê-lhe uma borrifadela de vez em quando com um produto desinfectante ou com um toalhete.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais