AdBlue. Sabe em que consiste e qual a função?

sexta-feira, 18 de junho de 2021 Turbo Marco António Turbo

Hoje em dia presente em grande parte dos motores, a verdade é que nem todos os condutores sabem, verdadeiramente, quais as razões da sua presença e para que serve. Falamos do AdBlue, produto químico que passou a fazer parte da nossa realidade automóvel e cuja razão de ser, a Turbo passa a explicar.

AdBlue é o nome comercial de um produto químico utilizado para reduzir as emissões de óxido de nitrogénio, conhecido pela fórmula química de NOx que, como sabemos, resulta da queima do combustível, em especial nos motores diesel. Ainda que os motores a gasolina de injeção direta também emitam óxidos de nitrogénio. 

Este produto mais não é do que a dissolução de ureia concentrada em água desmineralizada numa percentagem de aproximadamente 33 por cento, que desencadeia um processo de redução catalítica seletiva (SCR).

Onde e como abastecer

Nos carros com AdBlue, existe um depósito específico para armazenar esse produto, sendo o seu consumo de 3 a 5 por cento do consumo de combustível.

Razão por que o depósito, abastecido por um bocal junto ao do combustível, é bastante mais pequeno.

Como funciona

No processo químico desencadeado, o calor do sistema de escape converte a ureia em amoníaco (NH3) e dióxido de carbono (CO2).

O amoníaco é a substância ativa e o principal ingrediente do processo continuado que tem lugar no catalisador de redução seletiva SCR.

No processo químico-catalítico posterior, os óxidos de nitrogénio (NOx) convertem-se em nitrogénio (N2) e vapor de água (H2O).

Entretanto o amoníaco é eliminado no conversor catalítico de limpeza associado ao sistema, produzindo também nitrogénio e vapor de água.

Convém referir que o nitrogénio é um elemento que faz parte do ar que respiramos por isso é inócuo.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais