Será possível?! Gigafactory de Berlim sofre novo adiamento

sexta-feira, 05 de novembro de 2021 Turbo Francisco Cruz Turbo

Novo revés para a norte-americana Tesla, na Europa: depois do anúncio da intenção de arrancar com a produção na Gigafactory de Berlim já em novembro, eis que, agora, é o poder político alemão, a travar a fundo a intenção da empresa de Elon Musk, obrigando o fabricante a adiar, quase garantidamente, para 2022, a abertura da fábrica de Grünheide.

A noticia foi avançada pela agência noticiosa Reuters, revelando que, com este novo adiamento, dificilmente a Gigafactory de Berlim conseguirá abrir portas e iniciar produção em novembro, tal como havia sido anunciado por Elon Musk.

Ainda segundo a agência, na base deste adiamento está uma decisão do ministro do Ambiente do estado de Brandemburgo, Alemanha, de avançar com a repetição da consulta popular, junto dos cidadãos, sobre a instalação da fábrica. Neste caso, alegando razões legais.

O novo processo de consulta deverá decorrer entre 2 e 22 de novembro, período após o qual as objecções recebidas serão analisadas e debatidas. Sendo que, só depois, a última autorização poderá ser passada à Tesla.

Entretanto e com esta decisão, o director financeiro da Tesla, Zack Kirkhorn, veio já alertar, através do site Teslarati, que não será possível cumprir a intenção anunciada de entregar as primeiras unidades produzidas, na Gigafactory de Berlim, aos clientes, ainda durante este ano.

Ainda assim, a Tesla promete não interromper os trabalhos de conclusão da Gigafactory de Berlim, de forma a conseguir que a infraestrutura esteja pronta no início de 2022.

Recordar, ainda, que a Tesla pretende produzir, na Alemanha, o novo Tesla Model Y, equipado já com as novas células cilíndricas do tipo 4680, totalmente novas. Isto, entre vários outros avanços.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais