A visão da McLaren para 2030

sexta-feira, 29 de setembro de 2017 Turbo Nuno Fatela Turbo

São debitados 1150CV através de uma motorização híbrida, num projeto para o jogo Gran Turismo que mostra também que, mesmo num futuro distante, o principal foco da McLaren vai ser o condutor.

A McLaren é a mais recente adição ao projeto Vision GT, através do qual as várias marcas vão desenvolvendo carros para o jogo Gran Turismo. No caso do fabricante de Woking a aposta é um modelo que mostra como poderá ser a visão dos seus carros para 2030 e depois, combinando as motorizações híbridas com elementos de aerodinâmica ativa para performances superiores. Apesar de não ir derivar num modelo específico, este protótipo é extremamente interessante por mostrar o percurso tecnológico que está a ser realizado pelo fabricante de Woking. Além disso, demonstrando que mesmo daqui a duas décadas “a tradição ainda é o que era”, o McLaren Ultimate Vision GT serve para o emblema britânico confirmar que o condutor, e as sensações que lhe são proporcionadas, continuará a ser o seu principal foco.

Para superar os seus adversários nas pistas virtuais este modelo recorre a uma combinação entre um V8 4.0L que envia a potência para as rodas traseiras e dois motores elétricos montados no eixo dianteiro. O resultado final são 1150CV de força bruta canalizados para as quatro rodas, enquanto o binário de 1275Nm garante excelsos disparos logo desde o arranque. Além disso, é destacado que “captar a essência sonora que dá arrepios na espinha ao conduzir um McLaren foi parte clara do brief para o McLaren Ultimate Vision  GT e, como tal, o escape e a motorização híbrida trabalham em conjunto de forma a gerar um estremecimento singular para os ouvidos, mesmo na cabina”.

Este concept virtual pretende também demonstrar como, mesmo em 2030 e depois, a McLaren continuará a dar total primazia ao condutor. Para isso a estrutura em fibra de carbono acolhe o condutor de forma inovadora, que o fabricante britânico explica ser “não apenas uma posição avançada e central no chassis, mas à sua frente, em que o resto do corpo está embrulhado com formas encolhidas em seu redor”. Este é sem dúvida um lugar invulgar onde o piloto está “encolhido”, bastante na frente do carro, como se comprova no vídeo que acompanha o artigo.

Os elementos aerodinâmicos ativos são também um dos trunfos do McLaren Ultimate Vision GT para atingir performances sem rival. Este sistema, designado Active Aero, inclui entradas de ar em locais específicos que são acionadas durante as curvas para gerar carga descendente e garantir uma resposta mais precisa. Além disso, demonstrando o cariz tecnológico deste carro, até será possível verificar durante as provas a temperatura dos travões carbo-cerâmicos, para se ter noção da sua eficácia. Com a imagem de um verdadeiro monstro das pistas, capaz de devorar qualquer adversário que surja na sua frente, este McLaren Ultimate Vision GT está disponível com três decorações distintas: Performance, Ulterior e Noir.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais